7.6.13

Integração temporal das linhas de ônibus é solicitação de grupo de vereadores para baratear transporte público



Moção de Apelo de autoria de onze vereadores foi levada pessoalmente ao Secretário de Transportes que já solicitou estudos de viabilidade técnica à concessionária

Na última quarta-feira, 5, grupo de vereadores esteve reunido com o secretário de Transportes e Defesa Social, Toninho Falsarella, bem como, o secretário de Governo, José Luís Bernegossi, além de técnicos da secretaria, para solicitar formalmente ao Poder Executivo, a implantação de um sistema de integração temporal das linhas de ônibus existentes no município.

Se efetivada, a medida beneficiará muito a população já que possibilitará ao usuário, utilizar por tempo determinado – sugestão é de duas horas - quaisquer trajetos mediante pagamento de uma única passagem, ocasionando economia aos usuários.

O assunto teve início na sessão legislativa de segunda-feira, 3, quando a Câmara de Vinhedo aprovou com unanimidade uma Moção de Apelo de autoria dos vereadores Paulinho Palmeira (PSB), Rubens Nunes (PR), Ana Genezini (PTB), Aparecido Dias “Bacural” (PTB), Dr. Alexandre Viola (PPS), Dr. Dario Pacheco (PSDB), Hamilton Port (PSL), Val Rodashow (PTB), Júnior “Choca” (PPS), Márcio Melle (PSB) e Nil Ramos (PTB), destinada ao prefeito e ao secretário de transportes solicitando a implantação desse sistema.

Segundo o grupo, a integração temporal é uma das formas de baratear os custos e oferecer um serviço melhor e mais econômico aos usuários de transporte coletivo. “O sistema de benefício tarifário da integração temporal das linhas municipais permite que o usuário possa fazer integrações, ou seja, usar linhas ou veículos diferentes, como ônibus e micro-ônibus, pagando somente um valor de passagem num determinado espaço de tempo”, justificou.

Os vereadores também explicaram que esse sistema se diferencia da integração física convencional adotada em algumas cidades, como Valinhos, Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro, em que o usuário só pode se beneficiar da integração se permanecer no mesmo terminal. “Nossa ideia é que o passageiro tenha tempo de cerca de 2 horas para pegar outras conduções, mesmo que deixe o terminal. Assim, é possível, por exemplo, que ele faça algum serviço no centro e retorne para sua casa pagando apenas uma única tarifa, ou então àqueles que necessitem chegar a um determinado destino utilizando meios de transporte em sequência, com um custo bem reduzido”.

De acordo com Falsarella, o pedido para implantação do Bilhete Único já foi feito a empresa concessionária que está realizando estudos de viabilidade técnica para tal. No final do estudo, e de posse das informações sobre número de usuários, a Prefeitura irá decidir se subsidiará parte do valor da passagem, como acontece em vários municípios da região.

O secretário também anunciou a abertura de processo licitatório para aquisição de 30 pontos de ônibus no município e a instalação de micro terminais - a exemplo do implantado na frente do Espaço Cultural do Centro - na Av. dos Imigrantes, na Rua João Pescarini e a migração do ponto de ônibus em frente à Santa Casa para a Praça Francisco Hitner, que também receberá o micro terminal.

Por fim, os vereadores aproveitaram o encontro para tirar dúvidas sobre a demanda do transporte coletivo na cidade e indagar o secretário sobre alguns problemas relatados por usuários, como a ampliação da frota, treinamento aos motoristas sobre cuidados com idosos, pontualidade na chegada e partidas das linhas, novos itinerários, entre outras informações relacionadas.

“Estamos confiantes que o transporte público de Vinhedo terá ganhos benéficos em médio espaço de tempo. A Prefeitura está empenhada em atender as reivindicações dos vereadores e satisfazer os usuários do transporte público de Vinhedo. O importante é trabalharmos unidos para que as ações prosperem”, explicou o grupo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário