14.5.15

Ana Genezini reforça pedidos para a Vila Planalto

Indicação propondo implantação de biblioteca "O Olho do Saber" em diferentes bairros também foi apresentada

Na 98ª sessão ordinária, realizada nessa segunda-feira, 11, a vereadora Ana Genezini (PTB) reapresentou três indicações buscando melhorias para o bairro da Vila Planalto, um dos mais tradicionais da cidade.

A construção de calçadas em diferentes ruas do bairro foi solicitada pela indicação nº 1086/2013, que aponta a necessidade de realização dos serviços na Rua Riachuelo, iniciando na sede da SANEBAVI e se estendendo até à Rua Fernando Costa e trecho da Rua dos Vereadores. Ainda para a última rua, a vereadora pede a instalação de iluminação pública em pontos estratégicos. A pavimentação de calçadas no entorno da Escola Estadual Patriarca da Independência foi pedido da indicação nº 1745/2013.

Na Rua dos Vereadores, moradores e pessoas que circulam a pé, sobretudo durante a noite, reclamam da insegurança, já que além da falta de luz em alguns pontos da via, a ausência de calçadas pavimentadas faz com que os pedestres tenham que transitar na rua, junto aos carros”, explicou.

Para a Praça Comendador Paulo Storani, também situada na Rua dos Vereadores, Ana Genezini propõe uma série de melhorias, como instalação de cercas de alambrado ao redor da área de recreação, semelhante ao que foi feito na Praça do Aquário; instalação de bebedouros, luminárias e lixeiras; manutenção das calçadas; troca da areia do parquinho infantil; e plantio de árvores para sombra e flores (indicação nº 1285/2013). “Essa é uma antiga área de lazer do município, e uma das principais do bairro, precisa ser valorizada para oferecer maior conforto a família vinhedense”.

Bibliotecas “O Olho do Saber”

A implantação de bibliotecas “O Olho do Saber” em Vinhedo é um desejo antigo de Ana Genezini, que já apresenta indicações sobre o tema desde a legislatura passada.

A indicação de nº 294/2015, apresentada na 98ª sessão, reforça o pedido para a implantação dessas bibliotecas em diferentes bairros, de forma que possam atender à população das regiões central, da Capela, Vila João XXIII e Jardim Três Irmãos.

As bibliotecas conteriam obras de literatura infantil e juvenil, da cultura brasileira e universal, periódicos, mapas, monografias, teses e dissertações, além de computadores para acesso livre à internet. Os munícipes realizariam um cadastro para utilização dos computadores disponíveis nos espaços, com limite de uma hora, sendo possível agendar previamente o horário da visita à unidade para utilização do equipamento.


Em Curitiba já existe projeto semelhante, intitulado ‘Farol do Saber’, no qual as bibliotecas dos bairros servem como uma espécie de portal das escolas municipais, que eventualmente realizam aulas como uma maneira de oferecer ao aluno leituras mais completas, que vão além das apostilas do ensino regular; esse trabalho também pode ser realizado em Vinhedo com a implantação do programa ‘O Olho do Saber’”, explicou Ana Genezini.

Nenhum comentário:

Postar um comentário