Ana Genezini destaca que já houve trabalhos para o desenvolvimento da administração regional na Capela

Vereadora destacou que a busca por agilidade e eficiência nos serviços públicos
já foi assunto para criação de projeto e o diálogo deve ser retomado
Na 106ª sessão ordinária da Câmara Municipal de Vinhedo, a vereadora Ana Genezini (PTB) destacou que já houve trabalhos para a realização de um projeto criando uma administração descentralizada na Capela. Em 2006, a vereadora explicou que participou de um grande esforço para reunir informações e criar uma minuta de projeto criando a Administração Regional da Capela. “O prefeito da época já tinha a intenção de criar essa melhoria”, explicou a parlamentar. Ana Genezini completou informando que o trabalho parou na fase da criação das dotações orçamentárias necessárias para a criação e manutenção da administração regional, que seriam analisados pela Secretaria da Fazenda.
Há quase 5 km de distância do centro de Vinhedo, a região da Capela é formada por diversos bairros numa área territorial consideravelmente grande e foi tema destacado nos jornais da última semana em função do Projeto de Decreto Legislativo 3/15, apresentado pelo vereador Rodrigo Paixão (PSOL) e Valdir Barreto (PSOL), com apoio de Ana Genezini e dos vereadores Edu Gelmi (PMDB), Bacural (PTB), Dr. Alexandre Viola (PPS), Júnior Choca (SD) e Dr. Dário Pacheco (PSDB). No projeto, os vereadores propõem um plebiscito para decidir pela criação do primeiro Distrito na cidade, no bairro da Capela.
A vereadora Ana Genezini declarou em seu pronunciamento na sessão ordinária que a necessidade de prestação de serviços na Capela já vem de longa data. Hoje, o morador daquela região precisa gastar com ônibus para vir ao Centro e solicitar serviços como expedição de certidões, segunda via de carnês ou fazer um protocolo. Esse é um dos vários motivos para reabrirmos os estudos sobre a descentralização. Evitar o deslocamento da população da Capela até o Espaço Cidadão, Central SIM Digital, secretaria de Saúde, entre outros.
“Não basta somente levar a prestação do serviço, tem que disponibilizar a equipe de trabalho, ter máquinas e equipamentos para atender a população e realizar o trabalho pesado, de limpeza no bairro da Capela. Criar uma estrutura municipal montada naquele bairro com a disponibilização dos principais serviços. É ter tudo informatizado, sim – mas é também ter equipes de trabalho, como exemplo citou os servidores que moram no bairro, prestarem serviços diretamente na administração regional, o que traria economia de recursos, de tempo e agilizaria a execução dos trabalhos e criaria um atendimento com eficiência e excelência aos moradores do local”, explicou a vereadora Ana Genezini.
A parlamentar recomenda o correto e completo esclarecimento à população, explicando a todos o que é este projeto de criação do possível distrito e, principalmente, lembra que ainda há muito a ser discutido sobre o assunto. A vereadora também recomenda que a discussão considere outros bairros da cidade que também precisam de serviços descentralizados.

 “A economia de tempo e dinheiro, com uma administração que permita economizar para investir no próprio bairro deve ser discutida e levada em consideração durante todo o debate”, finalizou Ana Genezini.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ana Genezini homenageia professora Joyce Lucchesi por realização do projeto Atividade Física e Saúde do Coração

Ana Genezini encaminha à Câmara dos Deputados Moção de apelo contra a reforma na lei dos planos de saúde

Ana Genezini apresenta Moção de Apelo para que Ministério da Saúde implante nova vacina de meningite no SUS