Ana Genezini defende disponibilização de vacina contra vírus HPV à mulheres na rede pública

O papilomavírus humano, ou HPV, é uma doença sexualmente transmissível e está relacionada ao aparecimento de câncer, em especial, o de colo de útero


A vereadora Ana Genezini (PTB) é autora de uma importante Moção de Apelo (146/2012), enviada à Câmara dos Deputados, que solicitava a urgente inclusão na Ordem do Dia e aprovação do Projeto de Lei nº6.820 de 2010, originário do Projeto do Senado nº 51/2007, de autoria da Senadora Ideli Salvatti, para garantir o oferecimento de vacinação antipapilomavírus humano (HPV) à população, a vacina é capaz de evitar 70% dos casos de câncer de colo de útero e 90% das verrugas genitais, importante frisar que as vacinas não tem ação de tratamento, mas sim de prevenção.

Apesar de sabermos que saúde não tem preço, infelizmente, muitas pessoas em nosso país mal têm acesso aos serviços básicos de saúde, quanto mais a um medicamento tão caro. O ideal seria que o governo disponibilizasse a vacina de forma gratuita”, defendeu a parlamentar no teor da moção.

Nesta semana, foi veiculado pelo site de notícias “G1”, a informação de que a rede pública de saúde passará a oferecer a vacina contra HPV a partir de 2014. Segundo informações deste portal de notícias, o Ministério da Saúde anunciou que o SUS fará a imunização de meninas de 10 e 11 anos, mediante autorização dos pais ou responsáveis. A meta é vacinar 80% deste público-alvo, num investimento na ordem de R$360,7 milhões para adquirir 12 milhões de doses.

Ana Genezini ressalta que o Sistema Único de Saúde já oferece exames gratuitos à população para detecção do HPV, como o Papanicolau. E, diante da boa notícia, acrescenta; “Oferecer esta vacina na rede pública, gratuitamente, é uma forma de dar atenção à saúde da mulher e combater graves doenças”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conselho de Usuários da TIM Região Sudeste

Ana Genezini pede flexibilização para abertura do comércio e apoio para famílias carentes

Ana Genezini sugere instalação de bebedouros em diferentes pontos da cidade