Sessão Solene em lançamento à Campanha da Fraternidade aborda meio ambiente e práticas sustentáveis


A Câmara Municipal de Vinhedo realizou pelo terceiro ano consecutivo em parceria com as paróquias municipais na última quinta-feira, 17, mais uma sessão solene ecumênica em lançamento à Campanha da Fraternidade 2011 (CF-2011), que este ano trouxe o tema “Fraternidade e a Vida no Planeta”, em alusão ao meio ambiente. Realizada na Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, o evento atraiu grande público entre fiéis, autoridades municipais e eclesiásticas, bem como ambientalistas.
Os trabalhos foram abertos pelo presidente da Câmara Adriano Corazzari (PSB) que ressaltou o papel das campanhas realizadas pela CNBB (Conferência Nacional dos Bispos Brasileiros) que tratam de temas sociais e de grande relevância para a sociedade. “Como não poderia ser diferente este ano, o tema é de extrema importância para nós, pois é uma preocupação constante dessa cidade: o meio ambiente” e prosseguiu dizendo que “é tempo de unirmos forças para combatermos a exploração predatória da natureza e do consumismo desenfreado que já está afetando o clima e logo se transformará em irreparável prejuízo para toda a humanidade”.
Em seguida foi à vez do diácono arquidiocesano da Campanha da Fraternidade, João Vicente, explicar o porquê da escolha do tema, considerado vital não só para a Igreja Católica, mas para a continuidade da raça humana. “Vivemos sob o mesmo céu, no mesmo prédio e o que estamos fazendo com ele?”, indagou o diácono.
João Vicente ainda tratou da importância da utilização de energias renováveis (não derivadas do petróleo) como uma das alternativas mais bem sucedidas para o mundo. “A sociedade tem que ser protagonista na construção de alternativas para solucionar problemas ambientais com atitudes, práticas e mudança de comportamentos. E é sobre isso que nós queremos chamar a atenção de todos aqui”.
Ele também falou das ações práticas que estão sendo realizadas nas paróquias, com grande aceitação popular como a missa ecológica, campanhas para incentivar a separação do lixo reciclável e coleta do óleo de cozinha reforçando que “é um problema de todos e que deve ter a colaboração de cada um de nós”.
O arcebispo metropolitano Dom Bruno Gamberini explicou por meio de passagens bíblicas o papel do homem no cuidado com a natureza e pediu a todos os fiéis que aderissem à campanha. “Se cada um de nós jogasse um papel de bala nesta igreja, como ela iria ficar depois que fossemos embora? Então temos que fazer a nossa parte, no nosso quintal, antes de pensarmos no global”. Dom Bruno ainda falou dos últimos acontecimentos no Japão alertando que boa parte das catástrofes poderiam ser evitadas caso o homem colaborasse com a natureza e finalizou deixando uma mensagem para reflexão: “será que devemos deixar um planeta melhor para nossos filhos ou um filho melhor para o nosso planeta?”.
O prefeito Milton Serafim parabenizou a Câmara pela relevância do evento pedindo que todos saíssem do evento com uma ação prática a realizar. Milton Serafim também ressaltou algumas das ações realizadas pela municipalidade que vão ao encontro do tema como a conquista de 100% do esgoto tratado, relembrando o processo para construção da primeira Estação de Tratamento de Vinhedo. “Quando comecei a fazer aquela obra eu ouvia de companheiros de outros municípios que aquilo era problema do estado e da federação e não do município e agora nós sabemos que estávamos no caminho certo”.
O chefe do Executivo ainda citou alguns dados sobre como é feita a coleta de lixo no município, destacando o papel das cooperativas que reciclam 100 toneladas/mês e a coleta do orgânico que ultrapassa 1,5 mil toneladas/mês em Vinhedo. “Quem daqui sabe para onde vai o lixo de Vinhedo? Ninguém quase sabe por que a gente acha que ao colocar o sanito na rua, nossa tarefa está cumprida. E não é bem assim”, citando o estado dos aterros sanitários no Brasil.

Palestras
A ONG Elo Ambiental por meio do seu vice-diretor de projetos Edson Ferreira fez uma rica palestra tendo como pano de fundo o aquecimento global, suas causas, efeitos e soluções. De forma muito didática a ONG fundada há 14 anos no município, explicou quais são as metas da ONU até o final do século para conseguir baixar a temperatura do planeta. “Se pararmos tudo o que estamos fazendo agora e não liberarmos mais nenhum gás tóxico na atmosfera, ainda assim, o planeta demoraria para se recompor por mais de 100 anos alertou”.
Ferreira ainda citou o Programa “Vinhedo em Busca da Sustentabilidade”, desenvolvido pela entidade com o patrocínio da prefeitura que trará grandes ganhos ao município na questão ambiental, fazendo da cidade uma referência na questão.
A noite ainda contou a apresentação da secretaria municipal de Meio Ambiente, por meio das palavras do interlocutor no município do Projeto “Município Verde Azul”, o biólogo Getúlio de Alves Pereira, projeto desenvolvido pelo governo estadual que premia as cidades que mais se empenharem no cumprimento de requistos da área, envolvendo questões como: lixo mínimo, controle da poluição, entre outros.
O representante da secretaria falou da colocação de Vinhedo no ranking das cidades paulistas e algumas ações simples que poderiam ser adotadas pela população que trariam grandes benefícios a cidade, como a separação do lixo e abolição das queimadas. “Não vamos pensar lá no Japão e nem na Amazonia por enquanto, mas dentro de casa mesmo, para conseguirmos mudar algo. É só pensarmos: o que eu estou fazendo para melhorar a situação do planeta?”, questionou.
No final, Pereira fez um apelo para que todos levassem para casa folders, cartilhas e demais materiais realizados pela secretaria que esclarecem práticas simples e que podem ser realizadas por todos em colaboração à causa.

Outras atrações
Terminada as palestras orientativas o público pode assistir a uma esquete teatral encenada pelo grupo da Campanha da Fraternidade da Paróquia São Sebastião que retratou o papel do homem para a preservação do planeta.
Para encerrar os trabalhos a plateia pode ouvir e cantar o Hino da Campanha 2011 por meio da interpretação do Ministério de Música da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes.
“Se cada pessoa que estiver na plateia levar uma ação prática do evento, seu objetivo terá sido cumprido. “Quero muito que isso seja possível”, finalizou o presidente do legislativo, Adriano Corazzari.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conselho de Usuários da TIM Região Sudeste

Ana Genezini pede flexibilização para abertura do comércio e apoio para famílias carentes

Ana Genezini sugere instalação de bebedouros em diferentes pontos da cidade